12 erros cometidos por empresas em redes sociais

Vi esse post no Implantando Marketing…e gostei!

Quando as redes sociais começaram a ganhar o espaço que tem hoje na vida das pessoas, as empresas rapidamente perceberam um grande potencial de negócios. Uma das grandes virtudes da internet é justamente o fato de ser democrática. Ou seja, não somente as grandes corporações podiam estar presentes nas redes sociais, como também as micro empresas. Diferente, por exemplo, da possibilidade de investir em comercial de televisão.

A questão é que a internet, e especificamente aqui as redes sociais, não é essa “terra sem lei” que muitos empresários acreditam ser. Presença online é muito mais que ter um perfil no Facebook, e enquanto isso não é entendido por gestores e diretores de empresas, dezenas e dezenas delas continuam cometendo vários erros. Separei doze deles, e que considero bem básicos, mas infelizmente ainda muito cometidos.

1. Não ter planejamento: Planejamento é a primeira etapa de qualquer ação, estratégia ou ideia. E a falta dele é o primeiro do erros cometidos por empresas em redes sociais. Muitas ainda acreditam que é só fazer um perfil, compartilhar algumas coisas de vez em quando e ir atrás de umas curtidas. Qualquer profissional da área já se deparou com esta situação. Está faltando muito planejamento!

2. Perfil/Página incompleto: Como se não bastasse o fato de querer simplesmente criar um perfil sem nenhuma estratégia, o perfil ainda é incompleto. Às vezes faltam informações básicas de contato como telefone ou site, às vezes falta um simples descrição para explicar do que se trata o negócio.

3. Não responder comentários: O perfil é criado e algum tipo de conteúdo é compartilhado. As pessoas começam a interagir comentando nas publicações e a marca nunca responde, não interage de volta. Isso é exatamente a mesma coisa que deixar alguém falando sozinho na loja. Pior, a empresa acabou de perder uma chance de se relacionar com o público.

4. Excluir comentários negativos: Clássico dos clássicos. E atire a primeira pedra quem nunca pensou em excluir um comentário que incomodava. Porém, excluir um comentário negativo, só pode piorar a situação. A pessoa que fez o comentário pode se irritar e levar a reclamação para outros meios, como o Reclame Aqui, fazer uma publicação no próprio perfil, ou até fazer um vídeo que viraliza e destrói por completo sua reputação. O ideal é responder com educação, mostrar para outras pessoas que lerem o comentário que você se preocupa em responder e levar a conversa para um meio mais privado como o “inbox”, e-mail ou ligação.

5. Não adequar a linguagem: Outro erro comum e que peca na hora de alinhar a comunicação com o público. Não é porque a internet permite uma linguagem informal que você também pode adotar gírias e abreviações ao falar com seus clientes nas redes sociais. Muitas empresas se esquecem de pontuar palavras e frases, e pior, tentam usar memes da moda, simplesmente porque estão na moda, mas que não se adequam em nada com o público. Se você não está falando a mesma língua que seus clientes, eles certamente não estão te entendendo.

6. Não acompanhar métricas importantes: Muitas empresas só estão preocupadas com o número de fãs e seguidores, e se esquecendo de métricas mais importantes como taxa de engajamento e conversões. O Facebook por exemplo oferece ferramentas que possibilitam medir a conversão em seu site, algo muito mais relevante para o negócio do que número de fãs. Algumas empresas chegam a comprar seguidores no Instagram, por exemplo. Algo que é péssimo, uma vez que ter uma grande audiência, mas que não é engajada não gera nenhum tipo de resultado positivo para o negócio.

7. Copiar conteúdo sem citar a fonte: Não existe nenhum problema em compartilhar um conteúdo relevante que não foi propriamente produzido pela sua empresa. Porém, plagiar é crime. Citar as devidas fontes e créditos é imprescindível. Mas atenção, alguns produtores de conteúdo não autorizam essa prática, mesmo que você cite a fonte. O mais interessante é buscar inspiração e produzir seu próprio conteúdo.

8. Imagens sem qualidade: Por mais inacreditável que pareça, já vi várias empresas utilizarem seu próprio logotipo como foto principal, porém, sem qualidade. Também acontece com peças de campanhas ou imagens que ilustram um conteúdo. Lembre-se que o visual conta muito na internet e a qualidade das imagens é levada em consideração, até mesmo para transmitir profissionalismo e credibilidade. Imagens sem qualidade é inadmissível!

9. Compartilhar posts só sobre produtos ou sobre a marca: Muitas empresas acreditam que ter uma página ou perfil em uma rede social serve como um espaço apenas para se promover e expor seus produtos, não trazendo nenhum tipo de informação relevante para seus seguidores ou fãs. As pessoas acessam redes sociais por entretenimento, e não para comprar produtos. Compartilhar repetidamente material de autopromoção, dificilmente trará algum resultado positivo.

10. Não investir em mídia paga: Redes sociais são uma forma de mídia assim como TV, rádio ou outdoor. Por mais que ainda seja possível alcançar um resultado orgânico, se você realmente visar voos mais altos, será necessário investir.

11. Querer estar em todas as redes sociais: Será mesmo que sua empresa precisa estar no Snapchat? No Twitter? Cada rede social tem suas particularidades, sua linguagem e seus objetivos. Se eles não estão alinhados com os da sua marca, você certamente não precisa estar lá. Além disso, melhor estar em uma rede social de forma eficiente, do que tentar estar em todas só por estar. Lembre-se também que, se você divulga que está presente uma rede social, precisa estar realmente e manter seu perfil atualizado.

12. Não contratar um profissional especializado: Parece simples, mas não é! As redes sociais se tornaram uma fonte de negócios e isso também tornou necessário a presença de um profissional especializado para cuidar delas. Fazer um bom planejamento, cuidar da estratégia, se relacionar, criar conteúdo, SAC 3.0, tudo isso requer estudos e conhecimento, por isso, se decidir investir em redes sociais, contrate este profissional.

E você, já viu outro erro comum por aí que ficou de fora desta lista? Deixe nos comentários abaixo.

 

Esse post foi escrito pela Carina Lima, do Implantando Marketing.