A importância do networking – O que você também precisa saber (Respondendo perguntas)

Vi esse post no Implantando Marketing…e gostei!

Falar sobre network não é só discorrer sobre conhecer muitas pessoas, e sim de “ser conhecido” por eles. Acredito que você conhece alguém que enche o peito e diz: Conheço fulano e também beltrano… O fato é, o que essas pessoas sabem a respeito dele, nada?! Ou pior, que esse profissional é ruim. A seguir repondo algumas das perguntas mais comuns que recebi de leitores e ouvintes (do quadro que sou comentarista na Rádio CBN Recife). Vamos lá!

O network pode ser usado como artifício para driblar a crise?

Segundo o IBGE aproximadamente 12 milhões de brasileiros começaram o ano de 2017 desempregados e a projeção econômica prevê que esta estatística ainda vai demorar a decrescer. É inegável que ter um bom network ajuda muito a se colocar ou até se recolocar, no mercado.

Mas, o que diabos é network?! Em uma livre tradução, é “ter uma rede de contatos qualificada que possa gerar negócios”, ou seja, uma rede que te indique a algo no mercado, um emprego, um negócio… E o que mais caracteriza essa rede é que ela conheça seu trabalho, e indique aquilo que você é bom, como citei acima.

Já que o brasileiro é conhecido como um povo bom de relacionamento, isso que dizer que somos bons de networking?

A resposta é simples: NÃO. Ainda que sejamos reconhecidos no mundo como um povo “caloroso”, “amável”, “receptivo”… entre outros sinônimos, que nos dão de uma forma tão gentil, nós não somos bons em manter, nutrir, e gerar relacionamentos sólidos e frutíferos. Somos bons no famoso “Oba! Oba!” expressão usada para dar nome ao nosso dom natural de sermos altamente amigáveis, mas não nos comprometemos com a maioria dos relacionamentos que podem gerar negócios.

Dificuldade de gerar networking pode resultar em “problemas” na carreira?

Toda e qualquer carreira na maioria das vezes é composta por uma trajetória cheias de dificuldades, mas algumas delas são evitáveis como, por exemplo, quando se tem um bom network. O que quero dizer com isso é que, se você foi “diagnosticado com o problema de Rede de Relacionamentos, significa que você possui um problema bastante sério para o mundo corporativo “Relacionamento”, é isto, meu caro leitor, é um pecado que o mercado não costuma deixar passar. Uma vez que as pessoas entendem que você não gera relacionamentos, que só se aproveita do contato, falando com ele só quando precisa, pode ficar certo de que será “excluído” da rede.

Quais são os principais “erros e acertos” na construção de uma rede de relacionamento?

O network está em uma linha tênue e por isto, é normal cometermos algumas gafes na tentativa de gerar um bom relacionamento, segue algumas das muitas que você pode conhecer:

Para fechar por hoje, deixo uma dica simples, porém eficaz… Leia, entenda e adapte a sua realidade as informações que passei acima, principalmente, a parte que cito que um erro muito comum é “usar o network apenas quando precisa”, isto é muito ruim para qualquer relacionamento, e falando do mundo corporativo não é diferente.Como manter um “verdadeiro” networking?

O mercado é cruel com quem não se relaciona, então, crie, alimente, e mantenha seus relacionamentos verdadeiros sem transparecer “segundas intenções”, ninguém gosta de se sentir usado.

Obrigado por você ter lido até aqui, espero que seja útil a você, aproveite e compartilhe com sua rede, e não esqueça de deixar seu comentário, ok?! Até a próxima!!!

 

Esse post foi escrito pelo Júlio Pascoal, do Implantando Marketing.